Autárquicas: Candidatos do PSD/Algarve temem maus resultados pelas Medidas de Austeridade do Governo

Candidatos ao Algarve psdpicsO presidente do PSD/Algarve, Luís Gomes, aproveitou a presença do vice-presidente do PSD e secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social, Marco António Costa, na cerimónia de apresentação dos candidatos do PSD às 16 Câmaras do Algarve, realizada ontem à tarde em Faro, pediu ao governo a “adoção de medidas urgentes e particulares para ajudar a região a ultrapassar a crise económica e social que atravessa”, salientando, em jeito de antevisão das possíveis dificuldades eleitorais autárquicas que se avizinham, que “as próximas eleições se realizam num momento social difícil existente no Algarve, com  maior taxa de desemprego”.

Luis Gomespics“Acho que o governo deve atender a esta realidade, porque é uma realidade particular, tal como os governos passados atenderam a outras realidades, como a península de Setúbal ou o Vale do Ave. O Algarve precisa de uma resposta urgente e séria, porque é hoje um dos balões de oxigénio para a economia do país, através do turismo. É necessário um plano específico para o Algarve, são necessárias respostas, mas não a médio e longo prazo, têm que ser urgentes e têm que chegar às famílias e empresas o mais rapidamente possível”, advertiu o dirigente político algarvio, também presidente e candidato, em outubro próximo, à reeleição na Câmara Municipal de Vila Real de Santo António .

Apesar das dificuldades, Luís Gomes aponta como principal objetivo “a manutenção da maioria dos 16 municípios algarvios” (atualmente o PSD lidera nove autarquias no Algarve, sendo as restantes comandadas pelo PS).

Francisco Amaral e José EstevenspicsTal como o PSD, Francisco Amaral (esqª) e José Estevens confiam numa decisão favorável dos tribunais

Quanto à existência de providências cautelares para impedirem Francisco Amaral, atual presidente da CM Alcoutim, de se candidatar à autarquia castromarinense, e de José Estevens saír da edilidade castromarinense para se candidatar a Tavira, Luís Gomes assumiu a Algarve Press a “convicção” que “o PSD está a agir de acordo com a lei, por isso os dois candidatos vão manter a sua candidatura a Castro Marim e Tavira”.

Os candidatos do PSD às 16 câmaras algarvias (por ordem alfabética autárquica): Carlos Silva e Sousa (Albufeira), José Carlos Pereira (Alcoutim), Vítor Vicente (Aljezur), Francisco Amaral (Castro Marim), Rogério Bacalhau (Faro), José Inácio Eduardo (Lagoa), Nuno Serafim (Lagos), Hélder Martins (Loulé), Rui André (Monchique), Eduardo Cruz (Olhão), Pedro Xavier (Portimão), Rui Eusébio (São Brás de Alportel), Rogério Pinto (Silves), José Estevens (Tavira), Gilberto Viegas (Vila do Bispo) e Luís Gomes (Vila Real de Santo António).

Marco Ant CostapicsNo final da apresentação dos candidatos, em jeito de resposta a Luís Gomes, o vice-presidente do PSD, Marco António Costa, Marco António Costa, mostrou-se convicto que os portugueses não vão penalizar os candidatos às câmaras nas próximas autárquicas de outubro devido à ação governativa, afirmando:  “Eu não antecipo cenários negativos. Nós acreditamos nos candidatos que apresentamos em todos os concelhos deste país, houve um grande empenhamento no trabalho realizado entre a comissão política nacional, as estruturas regionais e as estruturas concelhias, e aquilo que neste momento motiva o PSD ao nível autárquico é vencer as eleições”.

O também Secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social sublinhou as suas afirmações recordando que se está “a pagar uma fatura muito pesada por erros praticados numa governação completamente desadequada que o país teve nos últimos anos. Estou certo que as populações saberão julgar com justiça esta circunstância”, afiançando ainda que “o PSD/Algarve apresentou um conjunto de propostas para as estruturas nacionais do partido, que serão agora transmitidas ao governo”.

deputados presentespicsos deputados pelo Algarve Cristóvão Norte (1º esq.) e Mendes Bota não faltaram à cerimónia, nem DesidérioSilva, ex-edil de Albufeira e atual líder do Turismo do Algarve

Revelando que o partido encomendou sondagens que confirmam que “a influência da política nacional é muito pequenina nas escolhas locais”, perante a possibilidade do PSD ser penalizado nas urnas devido às medidas de austeridade tomadas pelo governo, como a introdução de portagens em antigas SCUT ou o aumento do IVA na restauração e no golfe, que acentuaram a crise económica e social no Algarve, Marco António Costa defendeu: “As populações, fundamentalmente, fazem uma grande seleção das suas opções. Reparem que, no mesmo dia, há populações que votam num sentido para a câmara, noutro para a assembleia municipal e numa terceira via para a junta de freguesia”.

Manuel Luís – t

“Reinalgon” – f

By Algarve Press

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s