Município de Olhão distribui terrenos para instituições na Horta João Lúcio

O Município de Olhão entregou, esta semana, a cinco instituições do concelho, talhões destinados a agricultura biológica na Horta João Lúcio. A partir de agora, as associações RIAS, MOJU, Verdades Escondidas, CCD do Município e a Cruz Vermelha de Olhão têm a seu cargo um terreno onde é possível cultivar legumes variados.

Horta João Lúcio1Os protocolos de cedência foram assinados na Casa João Lúcio, depois de  ter sido dada formação aos técnicos de cada entidade responsáveis pelo projeto das hortas biológicas. Para além de um workshop com algumas explicações teóricas sobre a melhor forma de aproveitar os espaços agora destinados às instituições, os seus representantes tiveram também possibilidade de começar a ‘colocar mãos à obra’, com as primeiras aprendizagens práticas no terreno.

Horta João Lúcio2Durante a formalização da entrega dos terrenos, o presidente do Município de Olhão, Francisco Leal, referiu-se à importância da cedência destes espaços, até com objetivos pedagógicos, para crianças e famílias. “Queremos que estas hortas tenham uma grande força em termos pedagógicos e que se mostre a importância das culturas biológicas com recurso a produtos de génese natural em detrimento das culturas que recorrem a produtos químicos de síntese, o que é muito melhor para a saúde”, referiu o autarca, destacando a importância que se está a dar, cada vez mais, ao setor primário, nomeadamente às pescas e à agricultura”. O presidente da autarquia olhanense deixou um desejo aos futuros hortelãos: “Que consigam ter grandes e boas produções para vosso consumo!”.

Horta João Lúcio3O utilizador de uma horta no local, fruto de um concurso anterior, serviu de exemplo e incentivo aos novos ‘agricultores’, mostrando os legumes que já recolhe, como brócolos, couves ou favas, na visita que foi feita aos talhões que dentro de meses terão várias espécies a brotar da terra.

Este projeto conta, entre outros, com o apoio da Associação In Loco. Durante o dia, o workshop sobre agricultura biológica foi ministrado por Ana Arsénio e na cerimónia de atribuição dos talhões, o coordenador de projetos Artur Gregório disse ser “com orgulho que vemos mais um concelho aderir a este conceito de agricultura, que permite uma reaproximação entre as pessoas e a terra”.

Horta João Lúcio4O espaço da Horta João Lúcio está dotado de várias zonas e equipamentos, com destaque para o terreno da Horta, dividido em cinco talhões, com cerca de 50m2 cada um, uma zona de compostagem, pontos de acesso à água para rega das culturas agrícolas, zona de circulação, descanso e convívio e ainda uma sala de formação, arrecadação para alfaias agrícolas, laboratório, oficina e instalações sanitárias.

A gestão da Horta ficará a cargo de uma equipa constituída por elementos da Câmara Municipal de Olhão com a colaboração da Associação In Loco. Os produtos originários desta produção devem destinar-se ao uso exclusivo das instituições. Este projeto da Horta João Lúcio está integrado na iniciativa aHorta (http://ahorta.ning.com/), servindo também como partilha de conhecimentos entre os membros.

 

Advertisements
por Algarve Press

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s