SEP reúne com ARS e discute reorganização dos serviços de saúde na Região

Centro Hospitalar do Algarve – ARS Algarve assume que apresentou a proposta ao Ministério da Saúde. Segundo o Presidente da ARS esta solução permitirá reduzir as despesas e gerir melhor os recursos: um único conselho de administração, potenciará a redução de despesa com os cargos dirigentes; centralização das compras de materiais permitirá diminuir os custos e, ainda, uma melhor articulação das urgências de especialidades, tendo como objetivo a diminuição das deslocações de utentes para outros hospitais fora da região. Nega o encerramento de qualquer serviço e afirma que Portimão passará a ter nefrologia e hemodiálise.

Martins dos SantosMartins dos Santos, presidente da ARS – Algarve

O SEP – Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, faz saber através de nota de imprensa, que transcrevemos, que “solicitou a proposta mais pormenorizada, incluindo o respetivo impacto orçamental e reivindica que, antes da criação do Centro Hospitalar, todos os enfermeiros com Contrato Individual de Trabalho deverão passar para as 35h/semana e receber os 1201€.

No Hospital de Portimão o horário é de 40h/semana e em ambos os hospitais estão a pagar aos enfermeiros abaixo daquele valor de referência. O SEP exige o justo reposicionamento salarial tal como já aconteceu no Centro Hospitalar da Universidade de Coimbra.

Análises clínicas realizadas no Lab. de Saúde Pública poupam milhares de euros –  A ARS pretende rentabilizar o Laboratório Reg. Saúde Pública. O objetivo é a realização de mais análises clínicas que as cerca de 20/dia atuais. Segundo a ARS um hemograma custa 5 vezes mais caro ao Estado se for realizado num laboratório privado. Na realidade custa 6€ ao Estado e 30€ num laboratório privado!

O SEP apoia as iniciativas que rentabilizem os recursos do Sector Público. Contudo, discorda totalmente da pretensão que sejam os enfermeiros a realizar as colheitas de sangue.

Tendo em conta a poupança que esta opção pode gerar, o SEP defende que a ARS deve contratar mais técnicos e não entende que não tenha sido apresentado essa proposta ao M.S. receando, afirmou o presidente, que não fosse aceite no Ministério das Finanças.

As atividades dos enfermeiros não podem ser colocadas em causa, tanto mais que a região continua com falta de enfermeiros para as necessidades.

“CORTES” NAS HORAS EXTRAS E TAXAS MODERADORAS DIMINUEM A ACESSIBILIDADE DOS UTENTES – Não é admissível que a redução da despesa se torne uma obsessão ao ponto de colocar em causa a acessibilidade dos utentes aos cuidados de saúde.

Encerramento da sala de tratamento aos fins-de-semana e feriados em V.R.Santo António e ao Sábado em Tavira, que eram asseguradas em horas extra por um enfermeiro. Desta medida resulta a obrigatoriedade dos utentes de VRSA se deslocarem ao SUB e pagarem os 15€ de taxa moderadora para realizarem por ex. um penso ou uma injeção, que lhes custaria entre 1€ a 4€! Além de que a missão dos SUB é de resposta a situações de urgência/emergência e não de tratamentos programados. São vários os relatos de diminuição de afluxo de doentes desde o aumento das taxas moderadoras.

ENFERMEIROS DESPEDIDOS CONTINUAM NA RUA – A ARS assumiu o compromisso de interceder junto do Hospital de Faro no sentido de contratar os 3 enfermeiros despedidos pelo INEM. Lamentavelmente até ao momento os enfermeiros não foram ainda contactados.

Não se compreende como, por um lado, se cortam horas extraordinárias para poupar dinheiro colocando em causa a acessibilidade e, por outro, se coloca em causa a segurança dos cuidados desperdiçando em horas extra, em vez da contratação”, conclui a nota do SEP.

Anúncios
por Algarve Press

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s