IPDJ retomou a realização de Campos de Trabalho Internacionais

De acordo com orientações do Secretário de Estado do Desporto e Juventude, Alexandre Miguel Mestre, e sob gestão do Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P.DJ), no ano de 2012 foi possível o regresso à realização de Campos de Trabalho Internacionais (CTI) em Portugal, após um ano de interregno, em que a ausência de atividade por falta de dotação se revelou negativa para os jovens portugueses e estrangeiros e para as organizações nacionais e parceiros internacionais.

jovens e a florestaPôs-se assim cobro a uma situação injusta e a uma opção muito difícil de aceitar. Enquadrados no Programa Mobilidade e Intercâmbio de Jovens, os CTI visam precisamente promover a mobilidade e o intercâmbio através de atividades que incentivem a troca de experiências e o conhecimento de novas realidades sócioculturais, facilitando o relacionamento de jovens portugueses com jovens de outros países, através da realização de campos de trabalho, dentro ou fora do território nacional, capazes de dar respostas formativas, através dos processos educativos não formais, designadamente interculturais.

Assinala-se, pois, a realização de 10 CTI em Portugal envolvendo 144 participantes, com idade média de 22 anos, 56% do sexo feminino, 81% estudantes e 81% estrangeiros, de 17 nacionalidades diferentes. Os principais fatores que motivaram os participantes foram conhecer um país, uma cultura ou uma língua diferentes. Às áreas de intervenção dos CTI realizados em Portugal foram a sociocomunitária, património histórico e cultural e ambiente. 73,4% dos participantes classificaram os CTI realizados em Portugal com avaliação global de Muito Bom ou Excelente.

jovens Da verba de 50.000,00 euros atribuída Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. para os CTI realizados em Portugal, em 2012, foi comprometida a verba de 46.440,00 euros para o financiamento dos 10 projectos, sendo que a taxa de execução se situou nos 100%. Não houve cancelamento de atividades, não houve devoluções nem acertos de verbas, a execução foi integralmente concretizada em conformidade com o inicialmente previsto.

Os CTI no estrangeiro registaram a participação de 24 jovens portugueses, com idades entre os 21 e os 25 anos, em projetos nas áreas do ambiente e sociocomunitária realizados, principalmente, na Turquia, Espanha e Alemanha, que procuravam, sobretudo, ser voluntário noutro país, fazer novos amigos ou conhecer outras culturas. 77,9% dos participantes classificaram os CTI no estrangeiro com avaliação global de Muito Adequado ou Adequado.

O Instituto Português do Desporto e Juventude, I. P., sucedendo às atribuições do ex- Instituto Português da Juventude, I.P., é um parceiro ativo da Rede Internacional Service Civile Internationale e membro do Comité Coordenador para o Serviço Voluntário Internacional, parceiros internacionais que gerem e implementam, anualmente, os Campos de Trabalho Internacionais. O regresso, em 2012, à realização de CTI em Portugal foi visto por todos os intervenientes como um sinal positivo quer a nível nacional quer a nível internacional.

 

 

Anúncios
por Algarve Press

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s