Município de São Brás de Alportel combate o abandono e o insucesso escolar!

A Câmara Municipal de São Brás de Alportel e o Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas assinaram, no passado dia 16 de novembro, o Protocolo de Cooperação com a Associação EPIS – Empresários pela Inclusão Social, passando a integrar a Rede de mediadores de capacitação para o sucesso escolar.

sala aula estudantesA Associação EPIS – Empresários pela Inclusão social foi criada em 2006 com o objetivo de juntar empresários que em comum pudessem contribuir para uma maior inclusão social, focando a sua ação, na área da educação.

A Rede de Mediadores de capacitação para o sucesso escolar dedica-se a alunos que frequentam o 3º ciclo do ensino básico incluindo na sua abordagem uma metodologia com duas partes fundamentais: um sistema de sinalização de jovens com fatores de risco em termos de sucesso escolar, organizados em 4 grupos – aluno – família – escola e território e um portefólio de métodos de capacitação específicos para cada uma destas categorias, que possibilitam a construção de planos individuais de acompanhamento em proximidade e em continuidade. Este projeto tem a duração de 3 anos letivos com inicio em 2012/2013 e términus no ano letivo de 2014/2015.

No caso de São Brás de Alportel, de um universo de 600 jovens estudantes, foram diagnosticados pelo Agrupamento José Belchior Viegas 70 alunos que enquadram o perfil. Esta avaliação tem em consideração 3 diferentes tipos de estudantes: os que não querem estudar e não se interessam pela escola tendo um passado e um presente cuja envolvência familiar e social são desajustados; os que querem estudar, mas não conseguem obter resultados positivos e ainda aqueles que, embora se sintam bem no ambiente escolar, não querem participar nas atividades curriculares.

A metodologia dos Empresários pela Inclusão Social para a prevenção e combate ao insucesso escolar assenta em ideias chave que se consideram fundamentais para o sucesso escolar com as quais o agrupamento e o município se identificam tais como: “educar articulando com os recursos familiares e sociais (escola comunidade) com os processos de desenvolvimento psicológico e de aprendizagem; educar partindo da aquisição de competências específicas, curriculares e transversais, competências sociais, entre outras; avaliar e intervir, a partir de evidências científicas, técnicas e periciais, constituídas por roteiros bem identificados de procedimentos, bem como indicadores de input e output.

As orientações EPIS centram-se em todo o processo do aluno, tendo em conta os valores estratégicos que o envolvem e que o podem influenciar nas suas aprendizagens- comunidade escolar, apoio da família, garantia de igualdade de oportunidades, desenvolvimento de projetos e clubes temáticos, parcerias de cooperação com empresas e instituições.

A integração neste projeto surge da necessidade de continuar a encontrar respostas inovadoras para os constantes desafios da educação de públicos tão diversificados, dando prioridade a 3 área de intervenção, a promoção do sucesso escolar, a prevenção do abandono da sala de aula e da indisciplina e anda a promoção da educação para a saúde.

By Algarve Press

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s