Bolo-rei gigante oferecido à população para celebrar Natal em Olhão

Uma das formas de comemorar o Natal em Olhão, este ano, será provando dois bolos-reis gigantes, no próximo sábado, 15 de dezembro, junto ao Largo da Restauração. A oferta dos doces é uma iniciativa do chefe-pasteleiro Filipe Martins, proprietário da pastelaria Kubidoce, que conta com o apoio do Município de Olhão.

Bolo-rei_chefe Filipe Martins2A partir das 10h00 do dia 15 de dezembro, o chefe que resolveu oferecer iguarias natalícias à população olhanense, animando assim a cidade nesta época de festa e promovendo o que de melhor se faz em Olhão nesta área, terá ao dispor de todos os que aparecerem no Largo da Restauração dois bolos-reis com cerca de 70 metros no total e 200 quilos de peso.

Será possível provar não só o tradicional bolo-rei com frutas cristalizadas, como também um bolo-rei com chocolate, amêndoa e caju, uma criação do chefe que promete fazer sucesso.

Bolo-rei_chefe Filipe Martins1Filipe Martins, que contará com a ajuda de cerca de 20 pessoas para que toda a logística funcione na perfeição, diz que só para cozer os bolos serão necessárias cerca de 10 horas, prevendo-se, portanto, um ou dois dias e noites de muito trabalho. O chefe, que terá também a sua pastelaria bem recheada de doces típicos de Natal para quem quiser adquirir estas delícias e que conta com o apoio do Município de Olhão e da ACRAL (no mesmo local estará também patente o Presépio Vivo, organizado pela delegação de Olhão da Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve), prevê gastar cerca de 2 mil euros nas matérias-primas necessárias para a confeção dos bolos.

 

Trata-se de um investimento elevado em tempos de crise, mas que Filipe Martins diz fazer “com gosto, para promover o que de bom existe na nossa terra. Decidi aventurar-me porque era uma coisa que sempre quis fazer”. E aí está a primeira promessa concretizada do chefe-pasteleiro, que venceu o prémio de Melhor Chocolatier Português em 2010, no Festival Internacional de Chocolate de Óbidos.

Filipe Martins, enquanto fala da iniciativa de dia 15, vai trabalhando o chocolate de onde sairão bombons bem originais, com recheios de flor de sal de Olhão, caramelo, café e rum ou morango. O amante da doçaria, que diz fazer “com amor e carinho”, só recentemente descobriu o gosto pelo chocolate, incentivado pelo formador Tiago Faustino, que durante dois meses o treinou para o concurso de Óbidos. O resultado não poderia ter sido melhor. Neste momento, é o único chefe-pasteleiro no Algarve a fazer bombons de autor.

O chefe, que começou a trabalhar em doces aos 15 anos e depois se formou na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, onde deu aulas, diz que um dos próximos objetivos é fazer os Mercados de Olhão em açúcar (pastilhagem) e, quem sabe, na Páscoa dar a provar o tradicional folar aos olhanenses.

 

Anúncios
por Algarve Press

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s