Casa do Benfica de Tavira afirma: “Futebol em Tavira está agonizante”

POR FALTA DE INFRAESTRUTURAS – Futebol em Tavira está agonizante – Quem gere as instalações do Estádio do Ginásio? – A gestão do espaço, custa largos milhares de euros/ano ao erário público

No passado fim-de-semana, a Casa do Benfica de Tavira, fez-nos chegar os documentos que transcrevemos na parte que interessa:

“A Casa do Benfica de Tavira solicitou, para a época 2012/2013, à entidade gestora das instalações desportivas (Câmara Municipal de Tavira), a cedência do campo de futebol conhecido por ” CAMPO DO GINÁSIO”, para a realização de treinos da Escolinha de Futebol da Casa do Benfica de Tavira.

Estando previsto o inicio do treinos, para o dia 4 de Setembro de 2012, e sem que existisse uma resposta da entidade gestora, a Direcção contactou e reuniu com CM Tavira no sentido de apurar o que anómalo se passava.

A CMT informou, que a proposta de treinos tinha sido enviada para o Ginásio Clube de Tavira, para que estes se pronunciassem sobre a mesma uma vez que tal está previsto em protocolo.

Na ausência de resposta a da Casa do Benfica de Tavira, diligenciou junto do Senhor Vereador do Desporto, no sentido dos treinos se iniciarem na data prevista, este anuiu.

No dia 6/09/2012, após o Treino, a Direcção da Casa do Benfica de Tavira, reuniu com o Sr. Vereador do desporto o qual nos informou do seguinte:

Em resposta à solicitação dos horários dos treinos para a Escolinha de Futebol da Casa Do Benfica de Tavira, a Direcção do Ginásio Clube de Tavira respondeu que não abdicava de nenhum dia, ocupando 100% do horário;

A Câmara Municipal de imediato respondeu que tal posição violava o protocolo, solicitando a revisão da posição tomada”.

Dá-nos também conhecimento que está a providenciar, junto dos Municípios vizinhos a possibilidade de utilizar infra-estruturas para o futebol, existentes e que já reuniu com advogados no sentido “de se elaborar procedimento cautelar com vista a vedar a utilização do campo por parte do Ginásio Clube de Tavira, caso o acesso nos seja interdito, uma vez que estão em causa dinheiros públicos de investimento e de manutenção, pagos pelo Estado através dos impostos e Taxas cobrados aos contribuintes”.

Igualmente o Clube Recreio e Desporto Santaluziense no seu comunicado nº. 1/2012, invoca entre outras razões, para a não inscrição da equipa sénior, na 1ª. Divisão distrital; “Da A.F.A. foi liminarmente recusado o pedido e quanto à utilização do “Estádio Municipal de Tavira” existem inúmeras dificuldades no uso desta infra-estrutura de gestão municipal, por força de um protocolo, ao qual esta Direcção ainda não conseguiu ter acesso, celebrado entre a C.M.T. e o Ginásio Clube de Tavira, onde este último possui o direito prioritário de usufruto, não servindo igualmente todos os munícipes”.

Sabemos que existe um protocolo entre a Câmara Municipal de Tavira e Ginásio Clube de Tavira, aprovado na acta nº. 3, da Assembleia Municipal, de 18-06-2007, da qual consta:

“O Senhor Fernando Pereira perguntou qual o sentido do artigo número oitenta e seis do número dois do capítulo número sete que não consegue vislumbrar, porque depois remete para o artigo número seis do número onze do regulamento, e solicita que fosse clarificada a regra do artigo oitenta e sete do número quatro sobre a utilização e prioridades questionando se a mesma é uma regra especial para atribuir a prioridade ao Ginásio Clube de Tavira, independente de tratar ou não de competições oficiais.

O Senhor Vereador Carlos Baracho informou que existe um protocolo entre o Ginásio Clube de Tavira e a Câmara Municipal e que tem que ser garantido na íntegra o seu cumprimento, e no dito protocolo diz que o ginásio tem prioridade na utilização do seu espaço independentemente de ser jogo oficial ou não oficial.

O Senhor Fernando Pereira perguntou então qual o sentido do artigo número oitenta e seis do número dois que remete para o artigo número seis do número onze.

O Senhor Vereador Carlos Baracho esclareceu mais uma vez que existe protocolo específico entre a Câmara Municipal de Tavira e o beneficiário da cedência.

O Senhor Fernando Pereira diz que não se refere a isso, porque entende que o Ginásio Clube de Tavira não é o beneficiário da cedência.

O Senhor Vereador Carlos Baracho diz que tem outro ponto de vista, pois quem faz a gestão do campo de jogos do Ginásio é a Câmara Municipal, e quem é o beneficiário dessa gestão é o Ginásio Clube de Tavira”. (Os sublinhados são nossos)

O protocolo não está incluído na acta, ficando-nos a dúvida a quem compete gerir o espaço?

Para saber o que efectivamente se passa, na segunda-feira, dia 10 de Setembro, fomos falar com o Vereador do Pelouro do Desporto, José Manuel Guerreiro, que nos disse aguardar uma resposta da direcção do Ginásio e que no dia imediato já a devia ter, marcando uma reunião. No dia 12, dois dias depois. a informação que colhemos é que a Câmara “continuava à espera da resposta da direcção Ginásio”.´

A manutenção do espaço custa ao erário público largos milhares de euros/ano. No protocolo, pelo que nos lembramos, por termos estado na Assembleia-geral do clube, está previsto que qualquer das partes pode rescindir o protocolo a qualquer momento, desde que não sejam cumpridas as normas nele contidas. Estamos em tempo de crise e tal despesa, porque por só serve uma colectividade, será que se justifica?

Sabemos que o Ginásio Clube de Tavira, fundado em 19 de Outubro de 1928, com o Estatuto de Utilidade Pública, para a época desportiva de 2012/2013 não faz seniores e só vai fazer quatro escalões de formação, interrompendo assim, a formação continuada que tem vindo a fazer ao longo dos anos. Sendo assim, para que necessita da ocupação do espaço, diariamente, das 18 horas às 20H30? Como justifica tal ocupação?

Recordamos que em Assembleia-geral, o sócio, Liberto Castanho, actual presidente da direcção do Ginásio, ter interpelado o, então, Presidente da Mesa, Dr. Eduardo Mansinho, dizendo:

“Você não deixou que eu e os da minha geração jogássemos futebol em Tavira. Tivemos de ir jogar para a Fuzeta”, abandonando de imediato a sala. Estávamos perto do final do século vinte e referia-se a uma época do Estado Novo. Estamos em pleno século XXI, num País que diz viver em democracia, será que a equipa directiva do Ginásio, quer ser igual à do passado, não deixando os outros jovens tavirenses, que não os seus próprios atletas, praticar futebol, apesar do seu espaço desportivo ser pago pelo erário público?

Geraldo de Jesus 

Anúncios
por Algarve Press

Um comentário a “Casa do Benfica de Tavira afirma: “Futebol em Tavira está agonizante”

  1. Assim vai ser difícil vai haver burra nas couves!,parece que ainda não viram que o dono do estádio é o Ginásio e que o protocolo existe porque o ginásio tem tido boa vontade ,face aos sucessivos incumprimentos por parte da autarquia.Além disso para que conste não foi o Ginásio que solicitou a feitura do referido protocolo ,mas sim a autarquia.Alem disso aproveitar problemas desportivos politicamente,não é bonito e o circo Cardinali parece ter falta de pessoal .(Boas)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s