Acidente em Faro: Portugal continua a ser um País de crentes!!!

acid2Ontem ao final da tarde, cerca das 17h30, na Avenida Calouste Gulbenkian, semáforos no cruzamento da rua do Alportel com a Av. Caloust Gulbenkian, cruzaram-se três CRENTES:

acid1
Uma senhora que acreditou no VERDE (nos tempos que correm não devia) penso eu. Um condutor de ambulância acreditou no TINÓNI (às vezes não chega). Um condutor de um camião cisterna que acreditou que passava no “buraco da agulha” – Conclusão: as imagens juntas e o GRANEL que se imagina e vê.
acid6
PSP, ambulâncias – várias iam a passar e os Bombeiros nas últimas imagens para limpar o gasóleo derramado.
É a cidade que temos e, por extrapolação, o PAÍS.
foto-reportagem e texto Fernando Campos – Veja, curta e faça amizade em ALGARVE PRESS Facebook
About these ads
By Algarve Press

7 comments on “Acidente em Faro: Portugal continua a ser um País de crentes!!!

  1. O que acho é que estes Srs das ambulancias lá por pensarem que vêm com a sirene ligada que é tudo deles, tenho a lamentar as vítimas mas o condutor da ambulancia devia ser castigado, estes Srs abusam das sirenes, quantas vezes não vemos transito nenhum das estradas e lá vão eles com as sirenes, fazem-me lembrar aqueles miudos que quando são pequenos os pais lhes oferecem um carro de bombeiros ou de policia e então brincam aos bombeiros e policias depois quando crescem continuam a brincar aos bombeiros, enfim é a sociedade que temos.

  2. Pingback: Acidente em Faro: Portugal continua a ser um País de crentes!!! | ALGARVEPRESS « Meu Blogue

  3. concordo plenamente mas por vezes o som das sirenes faz toda a diferença, no salvamento de uma vida, mas penso que deveriam ser mais cuidadosos pois ao tentarem salvar uma vida podem matar outras. Temos de dar muito valor aos corpos de bombeiros do nosso pais, pois em situação de aflição de urgência eles com as suas poucas forças e meios que tenham estão sempre presentes. Mas neste ponto é necessário averiguar se realmente era motivo de tanta urgência ao ponto de provocar um acidente, e castigar se for necessário. Hoje em dia anda tudo mais preocupado com a crise que outra coisa e a muito pouco respeito e civismo pelo próximo.

    • Concordo plenamente com o Sérgio… De facto, estas pessoas são as primeiras a dizer, quando a ambulância chega aos locais: “Demoraram tanto tempo…!!”

  4. se acabassem de construir a variante que permitiria o desafogo da avenida …comparasse facilmente com outros projectos como o alqueva ….10 anos a construir um projecto com 40 anos ….enfim voltamos ao mesmo…as prioridades das aplicações de fundos comunitários
    ….

    • Não estou de acordo com o primeiro comentário o que eu penso é que as pessoas houvem as ambulacias e não respeitam, e o sr que fez o comentário de certeza que ainda não teve nenhuma situação que precisa-se de ir numa destas ambulãncias.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s